Prêmio Beto Leão


Beto Leão nasceu em Goiânia, em 24 de julho de 1958. Ex-crítico de cinema do jornal Diário da Manhã(1982-1993), ex-editor geral da revista Oásis (1986-93) e da revista Novos Dias(1998). Foi assistente de direção e montagem e fez a direção de produção do curta-metragem em 35mm “O Pescador de Cinema”, de Ângelo Lima (Goiânia, 1999); Produtor Executivo e Assistente de Produção do curta-metragem em 35mm “Wataú”, de Débora Torres (Goiânia/Aruanã, 2000). Escreveu o roteiro e co-dirigiu, com Eduardo Benfica, o vídeo “Goiânia: Do Batismo à Modernidade”, em homenagem ao cinqüentenário do Batismo Cultural da cidade, comemorado em 1992, e co-dirigiu, com Eudaldo Guimarães, o vídeo “Bênnio – o Inesquecível Alquimista das Artes”. É um dos fundadores da Associação Brasileira de Documentaristas, Seção de Goiás – ABD-GO, presidida por ele em duas gestões (1985-86 e 1993-94.). Autor do livro “Bennio – Da Cozinha para a Sala Escura” (Editora do Cerne, Goiânia, 1999), e um dos autores da “Enciclopédia do Cinema Brasileiro” (Editora Senac São Paulo, 2000). Em 2001 escreveu o livro “O Cinema Ambiental no Brasil” (editado pela Agepel) e dirigiu o vídeo “Cesius 13.7”, documentário sobre o acidente com o Césio 137 ocorrido em Goiânia em setembro de 1987. Em 2005, escreveu o roteiro “DJ Oliveira – O Dom Quixote dos Pincéis”, com direção de Taquinho. Foi presidente da Associação Brasileira de Documentaristas, Seção de Goiás – ABD-GO, um dos fundadores do Cineclube Cascavel, presidente do Cineclube João Bênnio e do Núcleo Goiano do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro (CPCB), e diretor de Comunicação do Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros (CNC). Faleceu no dia 19 de outubro 2009, deixando dois livros escritos, posteriormente editados e publicados, cujo títulos: “Centenário do Cinema em Goiás 1909 – 2009” (Editora Kelps, Goiânia, 2010) e “Diário de um Alcoolista” (Editora Kelps, Goiânia, 2010).

As categorias do Prêmio Beto Leão são:


– Melhor Curta-metragem de Ficção Nacional, no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), mais Troféu;

– Melhor Curta-metragem de Ficção do Centro-Oeste, no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), mais troféu;

– Melhor Curta-metragem de Documentário do Centro-Oeste, no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), mais troféu.